• Roberta Züge

Enquanto uns sofrem com o calor, uns estão na piscina e outros são resistentes.

De modo geral, as baixas temperaturas são mais adequadas para produção de leite. Meu espaço amostral é pequeno, tive apenas uma lactação e, óbvio, com volumes muito menores que dos animais que trabalho (ufa). E posso garantir que morria de calor durante este período, assim, como na gestação. Assim, um pouco da sensação das mimosas, eu consigo ter.


Mas, já foi identificado que há um componente genético a esta resistência ao calor, com isto há empresas trabalhando para produzir animais que já venha, de fábrica, com esta característica. Ótima notícia para um país como o Brasil, que no verão, mesmo as regiões mais frias, como dos estados do Sul, sofre com as altas temperaturas.


Uma destas empresa a Ice Blue, divulgou três novos animais confirmados como resistentes ao calor. Que venham muitos destes. Este programa tem foco no gene slick, um gene relativamente novo que possui uma promessa significativa para aumentar a tolerância ao calor.


E elas são umas gracinhas.





57 visualizações