Leite A2A2

Leite A2A2

O “leite A2A2 compreende o leite que foi produzido exclusivamente por vacas que possuem um genoma específico, este permite a produção de leite exclusivamente com a βcaseína A2. Animais que são considerados A2A1 ou A1A1 excretam no leite a βcaseína A1. Esta que, recentemente, foi identificada como a causadora dos problemas de alergias ao leite. Assim, animais que sejam homozigóticos para gene A2, ou seja só possuem o A2 em duplicata, não secretam pelo leite a proteína causadora das alergias ou desconfortos após a ingestão do leite. 

A identificação é realizada somente por meio de testes de genoma nos animais. Pelo leite em si, ainda não se descobriu um teste que realize esta segregação e não há alterações visíveis no produto para que possa segregar na indústria. O leite A2A2 não causa desconfortos que algumas pessoas possuem e ainda tem vantagem de ter aparência e gosto exatamente igual aos demais leites.

Assim, pela alta busca de leite que não cause estas reações, há uma demanda de leite com estas características. Para que a indústria garanta este leite, há necessidade de, pelo menos, uma controladoria.

A indústria deve garantir que o leite, oriundo das vacas A2A2 seja segregado, já na propriedade rural e, também, durante todo o processamento. A Ceres Qualidade já criou uma metodologia que garanta esta origem. Implementando os procedimentos necessários e auditando o processo como um todo, de modo a permitir que a indústria identifique, já na embalagem, que leite é indicado a estas pessoas com intolerância ou alergia a lactose.

contato